O Hobbit- A Desolação de Smaug

O Legolas deveria ser o destaque na minha humilde opinião...

O Legolas deveria ser o destaque na minha humilde opinião…

O Hobbit, a desolação de Smaug é a cont…

Legolas O/… Legolas O/… Legolas O/… Legolas O/… Lego (tá bom, parei).

Enfim, mais um incrível filme de Peter Jackson da obra de J.R.R. Tolkien saiu nas telonas para alegria dos fãs e de quem gosta de ir ao cinema mesmo. No meu caso os dois!

Eu esperava ansiosamente por ele, mas pela razão totalmente errada lógico e ela se chama Orlando Bloom! Por que venhamos e convenhamos, o elfo mais lindo do reino da fantasia faz um bem danado aos olhos. E desde a primeira vez que eu vi O Senhor dos Anéis, A Sociedade do Anel que eu fiquei encantada com esse moço, e qual foi minha alegria em saber que ele estaria em O Hobbit? ( acho que os produtores decidiram em colocar uma beleza ali em meio a tanto anão cabeludo ~má~).

Mas falando do filme propriamente dito, novamente gostei de tudo, o filme por si só é de encher os olhos. A fotografia, iluminação, cenários e os efeitos especiais foram fantásticos como sempre. Nesse caso, ganharam o bônus do filme possuir mais ação que o anterior, tive aquela sensação de não ter tantas cenas inúteis como o anterior, no sentido de não contribuir para o roteiro original.

Há exceções é claro! Só fã da obra de Tolkien, não daqueles fanáticos que sabem até quantas vírgulas o livro possui, sou uma observadora silenciosa apenas, e o que me incomodou (levemente, nada de traumas) foram os desvios da obra original, sei que eram para dá mais movimento a trama, mas mesmo assim não gostei! O pseudo romance entre a elfa, o anão (lindinho, admito) e o triangulo amoroso somado com o Legolas não me desceu, poderiam ter cortado isso ( e acreditem, não foi ciúmes!).

Tirando esse detalhe, filme me agradou bastante. Thorin, o rei anão (vivido pelo meu líndissimo e eterno Mr. Thornton, Richard Armitage), dispensa comentários, no primeiro filme acredito que ele sustentou o elenco, agora, com os demais bem mais desenvolvidos, vi ele mais solto e mais característicos como alguém que procura vingança. Também Bilbo Bolseiro estava ótimo! As partes cômicas eram com ele mesmo, bem melhor que no primeiro filme. Outro que dispensa comentários é o Galdalf de Ian Mckellen, que também é Magneto e também Dumbledore na minha imaginação, por que ele é simplesmente o ator perfeito para o personagem e pronto! Também amei o rei dos elfos da florestas,  Thranduil, gostei das cenas dele.

Agora, rufem os tambores …. Por quer o verdadeiro ladrão da história não é o Bilbo, mas sim ele… dono dos cabelos mais platinados, das orelhas mais pontudas… das flechas mais certeiras: Legolas minha gente! Por que ele roubou, roubou não só meu coração todas as cenas com a sua presença e não estou exagerando (acreditem, sou imparcial quanto a isso). Orlando Bloom arrasou nos olhares, no porte e fiquei tão feliz, mas tão feliz ao ver que depois de anos puder ver meu personagem favorito da Terra Média do mesmo jeitinho, um viva bem forte à tecnologia e a maquiagem!

Meu elfo favorito!

Meu elfo favorito!

Conclusão: É tão bom acompanhar de novo uma saga dessas nos cinemas, é o que faz aquilo ter esse nome, sei lá, é mágico! Que 2014 chegue com a continuação logo!

Nota: 8,0. Mas P. você não disse que foi bom? Eu sei, eu sei… mas ainda sim, acredito que O Hobbit ficaria melhor sendo um filme só, opinião~.

Anúncios