Emergency Couple (2014)

 

UM DRAMA COMPLETO, sério!

Emergency Couple é um drama ótimo, completo, engraçado, romântico, com um ótimo roteiro. Foi ao ar em janeiro deste ano e por 21 episódios me fez vibrar com tanta fofura e conta  a história de OH Jin Hee e Oh Chang Min que casaram-se contrariando a família dele, uma respeitável família de médicos, ele, vivido por Choi Jin Hyuk, abandona a escola de medicina para casar com Jin Hee, que é  a atriz e faz parte do elenco do Running Man, Song Ji Hyo, que é nutricionista. O casamento não dá certo, depois de muita briga, e com um ano de casados eles se separam. No entanto, seis anos depois voltam a se encontram na emergência de um hospital, ambos como estagiários, e então tudo pega fogo!

Para explicar o quanto esse drama é bom dividir em 3 partes!

1- A HISTÓRIA

Não lembro o que me motivou a assistir o drama. Não tinha nenhum ator conhecido e particularmente não sou a maior fã da TVn (canal a cabo que transmitiu o dorama), sempre achei suas histórias superficiais, apenas engraçadinhas. Mas então comecei a ver despretensiosamente e então, pam! me apageui de coração.

Isso por quer temos aqui o famoso casal gato e rato, se amam e se odeiam, e eu adooooro ver isso em cena. As cenas do casal principal são o máximo e principalmente no início era muito comédia, já que eles já eram casados temos muita interação. No entanto, E.C. vai muito além de uma simples comédia romântica, a trama gira em torno de como se viver divorciado, e como eles desenvolveram isso foi lindo, pois mostraram que casamento não é nunca vai ser fácil, mas qual relação humana é? Acho que o roteiro foi claro que ambos foram errados em se casar e também em se separar tão facilmente, e trouxe consequências, deixaram feridas, ficaram magoados um com o outro e também não conseguiram se envolver com mais ninguém.

 

Com um começo muito engraçado (as brigas dos dois eram ótimas), a história já se desenvolveu muito bem. No meio dela temos o reconhecimento de que ambos ainda gostam um do outro, e mais cenas onde o ambiente pega fogo com os dois, cenas de ciúmes, cenas de beijos, e de brigas todas lindas, e que claro me levaram a loucura, que só os dramas coreanos sabem me fazer ficar.

E o resultado é que me apaixonei muito mais, por quer um tema tão banalizado quanto o casamento e o divórcio se tornaram tão tocantes nesse drama. Pra mim foi uma surpresa ver a maneira pela qual foi tratada e alusão ao contexto do drama ( a emergência de um hospital) foi muito bem retratada aprendam irmãs Hong! sobretudo no final

Uma vida perfeita não existe

acidentes inesperados acontecem na vida

e cometemos erros irreversíveis também

mas cada vez que caímos e nos machucamos na vida

nós definitivamente nos encontramos mudando no meio deles

percebemos dores de outras pessoas

ou percebemos a nós mesmos

Não seria como o início de um amor?

…mesmo se mantivemos cometendo erros e falhando

vamos continuar crescendo e desafiando a nós mesmos

(episódio 21)

A história foi bem linear e eu gosto da dinâmica que os pacientes acrescentavam ao enredo. A cada novo acidente, doente, cirurgias e o ambiente hospitalar parecia que o drama crescia. Os amigos se tornavam mais amigos, os estagiários ganhavam mais experiências e tínhamos sempre novas histórias, o que não deixava a trama ficar paradona no drama do casal principal.

A família de ambos os prota me tiraram do sério, no bom sentido. Atrapalharam e ajudaram o casal na medida certa. E só um adendo, os coreanos (pelo menos os roteiristas) tem algo contra as sogras? Por quer olha, é uma mais terrível que outra.

2- O ELENCO

Podia ser melhor? também perfeitosssssss

O casal de emergência, Song Ji Hyo e Choi Jin Hyuk

Song Ji Hyo , como Oh Jin Hee me fez rir, me divertir e de tudo o mais um pouco! Oh Jin Hee é aquele típica mulher de kdrama, meia atrapalhada, fofa, tenta vencer na vida, as vezes se dá muito mal, e é disputada por dois homens lindos:

Duvida cruellllllllllll

Eu nunca havia assistido um drama com ela, só a conhecia como a Ace do maravilhoso Running Man, também sabia que ela havia feito Goong, mas também nunca tinha assistido. Mas qual não foi a minha surpresa ver que ela era a mesma atriz do polêmico e chocante frozen flower? Gente, foi um choque demais, por quer esse filme é beeeeeeeeeem desinibido, então medo de certas cenas ela concerteza não teria…

E foi assim, protagonizou beijos lindos e cenas românticas idem, sem apelar como sempre (aprendam atriz brasileiras!), tudo muito natural e a personagem se tornou assim, alguém cativante, muito fofa, e que passou uma baita lição de vida ao superar a separação (e que eu já aprendi, as mulheres na Coreia são ainda muito discriminadas :(), e também mostrou uma excelente profissional, tudo pra vencer na vida e pra mostrar para o ex, para a família dele, e para o mundo, que sim, ela podia vencer também, isso que é protagonista!

Oh Jin Hee sendo provocante em uma cena que me fez rir litros kkkkk

 

Agora, apesar de Choi Jin Hyuk ser o co-protagonista, acho que o diretor ou o camêra, ou produtor, sei lá, tinham um amor especial por ele, por quer olha… vou te contar:

 

 

 

 

 

 

Era um close mais perfeito que o outro! COMO PODE ISSO MEUDEUS! Lindo, todo lindo, em todas as cenas, em todos os momentos, dormindo, de médico, brigando, comendo… esse ator era só lindeza. Perecia que o drama foi feito só para exaltar as qualidades desse homem!

esse maxilar…ok, eu tenho uma queda por maxilares….suspiros…

 

Ok, deixando o aspecto gostosura  beleza, me concentro agora no aspecto atuação, que também, não deixou nada devendo. Oh Cahng Min até tentou se mostrar como superado em relação ao casamento fracassado, mas não, ela ainda amava a ex-esposa e as cenas de ciúmes que protagonizava eram as melhores adoro cenas de ciúmes :3

Com ele também estou acompanhando The Heirs, com meu lindo Lee Min Ho, no qual ele faz o irmão dele, e acho incrível o quanto um personagem muda de um para o outro, sem comparações, é sensacional a mudança, isso só faz me mostrar o quanto ele é talentoso.

Coreia do Sul, por favor, exportem esse homem!

 

 

Lee Pil Mo

O forever alone, o rival, o friendzone e tantos outros sinônimos para o cara que completa o triangulo amoroso do drama

Ele era o médico malvadão e super rigoroso com os estagiários do hospital. Me encantei com esse homem <3, e até a metade do drama que torcia, mesmo que sabendo ser em vão, por ele e pela Oh Jin Hee, isso por quer adoro quando um valentão tem o coração derretido pelo amor ❤ ❤ ❤ e é mais ou menos isso que acontece, por quer aos poucos ele vai se apaixonando por ela, mesmo sendo atrapalhada e tal. E mais, ele fazia cada carinha de triste, de solitário, que não tem como ficar brava com um chefe desses.

Olhar de: por quer ninguém me ama? 

Olhar de: “”Estou carente, me adote, por favor”

Olha de: “eu sou um médico muito bravo”

 

 

 

 

 

 

 

Assim o médico (que eu não entendi o que exatamente aconteceu no passado dele) me conquistou. Só fico no limiar de não ir com a cara dele por me lembra um conhecido que eu simplesmente detesto, muito arrogante, mas é só isso mesmo, o ator por outro lado é um fofo ❤

 

 

 

 

Park Joon Geun, Clara e Choi Yeo Jin

É a sogra dos infernos. Mais uma vez.

Já  a vi em Secret Garden, Okjakgyo Brothers e The Heirs e sempre com o mesmo papel: a mãe insuportável! Não é uma reclamação, ao contrario, todas as vezes ela me convence de que toda sogra é chata, e como ela, é pior do que um inimigo! Em E.C. ela até que melhorou no final, ficou boazinha. Ainda sim, essa atriz sempre arrasa. Apesar de achar ela um tanto esquisita, a cara parece sempre emplastificada, sei lá…e também com esses lenços no pescoço, parece que quer esconder algo :/, estranho. 

 

Eu já a tinha visto em Take Care of Us, Capitain, mas atuação dela foi tão apagada que nem me toquei quando a vi em E.C. Mas oque mais me tocou, foi o quanto ela é linda! E é mesmo, rosto, corpo, cabelo, e ela fazia uma estagiária assim mesmo, super bonita. No começo ela até que tentou ficar com o prpta, mas gostei que ele nunca vacilou no amor com a ex-esposa. O final dela foi bonitinho também, enfim, gostei!

 

 

 

 

 

 

 

 

Outra atriz linda! Foi o primeiro drama com ela, e me encantei com a personagem, uma fofa, porém fiquei com peninha por quer o Dr. diabo não reatou com ela. jurava que os dois iam ficar juntos no final, mas aquela última cena deles foi muito aberta, não gostei!

 

 

 

 

 

 

 

O QUE ROUBAVA AS CENAS

O bebê

Alguém pode me explicar que coisa linda é essa? Gente, essa fofura de cabelo arrepiado foi a coisa mais fofa vista em cena! lindo de morrer, toda vez que ele aparecia minha vontade era a de aperta a tela do computador, tão lindo ele é.

 

Ahhh, esses dois juntos então… é de cair para traz!

 

3 – O DRAMA

Quando eu falo em drama, falo de tudo que tornou esse drama tão bom, desde o roteiro, a sensibilidade da história, o elenco… nada foi exagerado, tudo se completou direitinho

 

A química do casal foi linda e bem usada. Como eles já tinham sido casados, eles souberam utilizar isso para criar aquele clima de romance já no ar. Perfeito.

Assim, é que concluo essa resenha deixando Emergency Couple bem no coração como aqueles dramas que mostram o que a cultura televisiva dos kdramas tem de melhor!

Nota: 10! sem dúvida