Estreias

Estou bem servida de dramas, obrigada.

São tantos ainda por terminar, mas cada vez mais bons dramas aparecem para aumentar minha já imensa lista de kdramas para assistir. Aqui estão algumas das estreias que eu mais aguardo deste último trimestre de 2014 (que aliás, um ano repleto de bons dramas!)

Vamos lá!

Tomorrow Contabile

Estreou dia 02 de outubro e trata-se de uma adaptação de uma mangá bastante popular. Já vi os quatro primeiros episódios, gostei muito, mas o que me levou, de fato, a acompanhar o drama foi:

1) o lindo do Jon Won!

Deixa eu me levantar que eu cai para trás com tanta beleza!

2) Os produtores do drama são os mesmo de Boys Before Flowers, que eu amo de paixão! Tem indicação melhor?

O drama é daqueles bem maluquinhos, fui super com a cara da protagonista (uma fofa!) e tem muita música boa tocando (o que esperar além disso já que o pano de fundo é em uma escola de música?)

Na conferência de impressa temos o elenco reunido

Não os achei tãooo bonitos assim (tirando o Jon, é claro, impossível não ser lindo)

E sinceramente esperava um pouquinho mais da Shin Eun Kyung, que é a coestrela, deixou ela mais velha do que aparenta (ela tem 20 anos), mas ganhou pontos com a simplicidade do look, e ficou bem melhor do que as outras meninas:

 

Liar Game

Liar Game, outra adaptação de mangás, estreou dia 20 e tem previsão para 10 episódios. Já vi o primeiro episódio e parece que muito mistério e suspense envolve o drama. No original não tem romance, mas estou torcendo para que nesse tenha! ❤ ❤ ❤ (não resisto a um romance gente)

O elenco principal é muito bom, dois lindos e maravilhosos e a fofa da Kim So Eun, a eterna Ga Eaul de Boys Before Flowers, tem tudo para ser muito bom!

Conference de impressa. Todos muito lindos e combinando entre si e o ambiente meio sombrio, meio dark do drama. Adorei o vestidinho da So Eun, super bem nela! Se bem que o vestido das fotos de divulgação estava bem mais bonito.

 

 

Agora, precisava de tanta sexydade com esses atores?

Fotor01027161816

 

Pride and Prejudice

Infelizmente, mas muito infelizmente mesmo, não trata-se de uma adaptação da famosa obra de Jane Austen, ao que tudo indica é só o nome que é parecido mesmo já que trata-se de um drama de tribunal (o que é uma pena, pois já pensou em um drama baseado nessa novela? ia ser lindo *___*). De qualquer forma, temos o lindo, maravilho, dono de uma voz grave divina Choi Jin Hyuk  de Emergency Couple

Certeza que vou acompanhar, aliás, amei as fotos de divulgação:

Na conferência de impressa:

Elenco grande, todos arrumadinhos e combinando entre si, mas o que me chamou atenção….

Não gente, não foi o lindo do Choi Jin Hyuk (tá bom, ele também), foi esse vestido já-quero-pra-mim da Baek Jin Hee. Olha esses detalhes, a estampa quadriculada com uma falsa transparência, essas manguinhas, tudo muito usável! Já salvei na pastinha pra mandar a costureira fazer 😀

 

Modern Farmer

Modern Farmer estreou dia 18 pela SBS e conta a estoria de um grupo de rock que vai parar em uma fazenda. Enredo simples e bem clichê, meio que a gente já sabe o que esperar, mas como já disse por aqui ADORO UM CLICHÊ! Então vou me jogar com tudo nesse drama, por quer, além disso, o drama conta com duas figuras queridas minhas:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Jeremy, digo, o Hong Ki, que é pode fazer o drama que for, mas sempre me lembrará do seu papel em You’re beautiful, e

E o meu amadinho Park Min Woo, um dos meu integrantes favoritos de Roommatemas que me deixou com a pulga atrás da orelha: Por que deixaram ele tão feio?????? Tudo bem, nessa foto tá legal, mas em outras… muito ruim, fico pensando se fizeram de propósito só para não competir com o galã que será o Hong Ki, porque se for, conseguiram…

Na conferência de impressa:

sincronia zero no figurino! O que é essa bata do Hong Ki? E se Min Woo tivess tirado essa gola branca da camisa preta ia ficar mel vezes melhor. Quanto as garotas, não faço ideia de quem é a protagonista, creio que seja a terceira, a mais alta das mulheres:

 

 

Apesar de bem básica, não gostei dessa combinação, principalmente da estampa da saia, acho bem melhor esse vestido preto e branco da MinA (AoA), vestido simples, mas com um corte diferente, gostei!

 

Agora, após essas considerações de dramas que ainda vou assistir, vamos escolher a mais bem vestida das conferências de imprensa:

Fotor01027170428

 

Estilo Ku Hye Sun

Há muito que queria fazer algo assim, sobretudo por quer adoro isso e não achei nada em português sobre 😦

Mais atenção: NÃO SOU FASHIONISTA, não sou por dentro das últimas tendências e muito menos sou a gorata mais bem vestida do mundo. Mas gosto muito de ver sobre moda, roupas, estilos etc., tanto que uns dos blogs que mais gosto fala sobre isso.

Então, bem despretensiosamente, pretendo falar sobre estilo e modo de vestir das celebridades, personagens asiáticos, principalmente coreanos, lógico, por quer vamos combinar, eles se vestem muito bem, são lindos e o fato de terem aqueles corpos magrelos ajuda muito.

Para estrear, uma atriz e pessoa que gosto muito, e sou mega suspeitar para falar porque desde que a conheci em Boys Before Flowers, sempre sigo seus passos, sejam seus dramas, os filmes que produz, capas de revista ou entrevista, sempre estou dando aquela espiadinha e acompanhando os fóruns sobre ela, sim, meu vício é grande.

Assim, como já faz um tempinho que acompanho a vida dela, vou começar com um histórico e evolução dela no seu estilo, espero que gostem 😀

 

KU HYE SUN é atriz, escritora, cantora, produtora, artista plástica, musicista, compositora, e de quebra é embaixadora da Coreia em vários assuntos, como a promoção da inclusão das pessoas com deficiências. Legal né?!

 

Ku Hye Sun em uma abertura da exposição de seus quadros

 

Nasceu em novembro de 1984, na cidade de Incheon, Coreia do Sul.  Estreou na mídia como modelo ulzzang, algo como uma pessoa bonita, fofa, que passa uma imagem de inocência. Daí seu passo para a fama foi rápido, apesar de começar na empresa YG ( uma das maiores da Coreia e também lar das bandas Big Bang e 2NE1, e onde até hoje é filiada) como cantora, ganhou mais popularidade como atriz, fez papéis como protagonista na maioria de seus drama, como Song of the Prince, King and I e Pure Nineteen. Mas seu maior sucesso e onde ganhou fama internacional foi em Boys Before Flowers, drama de 2009 (e minha paixão doramática), seu papel de Geum Jan Di  é sempre muito lembrado, além de parodiado. Daí, veio outros dramas, escreveu um livro ( que virou best seller em diversos países), estreou  drama em Taiwan, teve suas telas expostas em uma galeria no Japão e seu filme de maior crítica, The Peach Tree, também trouxe pontos a garota de hábitos contidos, sem muitas exposições na mídia e que escolhe seus trabalhos a dedo.

 

Como Hye Sun começou fama como ulzzang, nada mais natural que a maior parte de suas imagens sejam ligadas a esse conceito:

No início da carreira

 

 

Até então, seus papéis na tv tiveram essa ligação, não assistir os mais antigos, mas Pure 19, drama de 2007, é o que mais mostra essa imagem “inocente” dela: pele branca, esses olhos com a parte inferior inchada, uma maquiagem negativa

 

em Pure 19, drama de 2006

 

A partir de BBF a atriz começou a adotar o corte de cabelo que manteve por muito tempo, o estilo “joãozinho”, sempre curto e reto, com uma franja mais cheia e desfiada.

 

Corte adotado para Boys Before Flowers

 

Mais curto para The Musical

Mais curto ainda em Take Care of Us, Capitain

em várias fases, do chanel ao joãozinho

 

Junto com esse cabelo, Hye Sun adotou um guarda roupa mais masculinizado, ternos, calças retas e botas faziam parte do seu estilo. Minha teoria para essa fase é que foi um meio adotado para desvincular a imagem dela de colegial tão cultivada até então.

 

Apesar de achar legal o fato dela não ser parecida com tantas celebridades coreanas, principalmente às meninas do kpop, não sou muito fã desse período dela, acho que o corpo franzino e pequeno não acomodava essas roupas.

Mais adiante temos a volta em vestidos mais femininos, curtos e que variava nas extensões do cabelo. Apesar de ser uma mudança significativa, ainda não me agradava, principalmente a cartela de cores adotada: ela já é branca e o excesso de cores neutras e apagadas me davam aquela sensação de “sem gracisse” nas produções, apesar das peças serem peças lindíssimas separadamente!

 

Hoje em dia, um alívio! AMANDO cada vez mais o estilo da garota.

Algo mais adequado com a idade e com a imagem que ela passa. Madura e bem feminina.

 

Tem jeans, tem camisão, tem blaze, tem tênis, sempre natural, sempre cheio de cores, e com aquele ar de “sou naturalmente bagunçada e bonita”, posso dizer que é um estilo básico, despojado, porém muito feminino. É assim que ela aparece nos eventos menos formais:

 

 

E muito arraso nas produções! Olha os vestidos, OLHA OS SAPATOS, tem pernão de fora, tem bocão, tem muito shape and body MAS TUDO SEM SER VULGAR <3, pra mim, acho que é a fase mais elegante dela, beleza para dá e vender ❤

 

E com o novo drama Angel Eyes, ela adotou uma cor e um corte de cabelo totalmente diferente do pretinho chanel de antes. E  FICOU MUITO LINDO:

 

 

Não sei por quer ela manteve tanto tempo aquele outro cabelo, sim, achava bonito, mas acho que uma mudança dessas sempre é bem vinda, deu vida ao rosto da atriz, quebrou aquele “preto e branco” que tava , enfim, outra pessoa.

Por outro lado, ela fica bem de qualquer forma mesmo… 😛

 

Agora meus eleitos:

Onde ela gongou:

 

Um dos que mais me chamaram atenção logo de cara foi o vestido da conferência de imprensa de BBF. Achei feio e desproporcional esse verde sobre o vestido nude. Fora que achei ele muito armado, sorte dela que ele foi “apagado” diante das belezas em volta, que obviamente, roubaram a atenção. ô muher de sorte viu…

Toda vez que me lembro desse look eu fico “por quer deus?” Sério, era Ô momento. A consagração do drama mega popular que fez parte e ela faz uma coisa dessas, tá feio, ta estranho, esquisito, mal colocado, do cabelo às meias três quartos, tudo parece errado nessa combinação colegial.

Por último, apenas um recado: por favor, nunca mais pinte seu cabelo de amarelo de novo, não dá certo!

Onde arrasou:

 

Esse vestido da conferência de imprensa de Engel Eyes tá simplesmente perfeito, já quero um pra ontem, melhor até que na modelo, casou com a cor dela e com o cabelo, essas penas parecem que estão flutuando no vestido, o cumprimento é ideal e o combo com esse mega salto, tá divando (sério tô pensando em mandar fazer um pra mim, mas quela coisa, ela é ela né?)

Outro que me fez encher os olhos é esse, não tenho nem palavras para escrever. É diferente, mas tem aquele toque de clássico, elegante, parece uma pintura. Esse não pode ser usado por qualquer um obviamente, certeza de que poucas seguram.

 

Por último, mas não menos importante, essa composição divônica. Ta gata, tá sexy, tá líndissíma. O combo vestido mais meia pata bem casados, tá tudo.

CAPAS E ENSAIOS

Hora e outra, Ku Hye Sun estampa uma capa de revista, geralmente em períodos pré-dramas.

 

Enfim, acho Hye Sun linda, mesmo nos períodos de baixa, ela é toda bonita, tem o perfil próprio dos padrões coreanos: é magra, branca pálida, olhos abertos, pequena, e tem curvas, mas sem exageros e toda natural (pelo menos, até agora, não houve boatos de cirurgias plásticas). Assim não é difícil agradar ao gosto de lá ; D

Espero que tenham gostado desse humilde “perfil” modelísticos de uma total fã dessa atriz e do que ela é, adoro seus trabalhos e um dia ainda farei um mega post sobre meu amor que é Boys Before Flowers!

Beijos e até a próxima!

Acompanhando Hotel King e Roommate

ah o tempo…

Essa semana comecei a acompanhar Hotel King, e eu já sabia que teria altas emoções, primeiro por quer temos uma dupla mais que especial estrelando, nada mais, nada menos que Lee Dong lindo Wook e Lee Da Hae, que juntos também foram protagonistas de My Girl de 2005!!!!!!!! Comédia romântica das irmãs Hong e que eu simplesmente amei, lindo demais!

Com essa surpresa maravilhosa o que temos nove anos depois? Vamos às primeiras impressões:

A primeira coisa que eu pensei com o drama foi: por quer o Lee Dong Wook não casa comigo???? O tempo fez bem para eles, ficaram mais lindos! Mas como gente??????? Eu tô mais feia que ontem, que dirá há nove anos! Mas eles não, esses seres coreanos com uma pele invejável, cabelo lindo e corpos magérrimos estão mais bonitos que em My Girl, a vida não é justa! Só achei a Lee Da Hae magra demais, e eu fico aqui pensando comigo, será que é plásticas? Já que o país é conhecido pelas cirurgias é uma hipótese, mas ela parece tão natural, que eu ainda tô desconfiada. E o cabelo? Tá lindo, tá sedoso, tá invejável quero esse shampoo. 

Quanto ao Wook tá ótimo, toda vez que assisto um drama dele (e esse já é o sexto!) me apaixono dele, por que ele é sempre charmoso e por mais chatinho que o personagem seja, me cativa com o desenvolvimento da trama. É o que acontece com Hotel King, no começo achei o papel dele muito mecanizado, meio robô, duro e sem expressão! Mas na altura do 8 episódio (em um total de 30!) já acho que isso é na medida certa por causa do histórico de vida do personagem e da mudança (espero) do que está por vir.

Se eu comecei a assistir esse drama por causa dos protagonistas, agora a própria estória me envolve. Já sabia que seria um enredo denso, mas não imaginei que seria tanto e nem com tanta qualidade. É muito envolvente por quer há o mistério da morte por traz do assassinato do presidente do hotel e em saber quem é o verdadeiro vilão, eu já começo a desconfiar de todos. Fora que os próprios vilões são de matar! Odeio o velhinho de bengala, ele me dá pavor! E não só ele, os outros núcleos de apoio também me dão nos nervos. Esse hotel é, de fato, perigoso!

Uma coisa que me deixa encabulada: O personagem do Lee Dong Wook, Chae Jae Wan acha (o é de fato, vai saber) que é irmão da personagem da Lee Da Hae,  Ah Ma Ne que é a herdeira do hotel, e que já gosta dele, muito complicado isso! Fico imaginado como isso vai se resolver…

Outra, ainda não me apeguei aos romances dos principais, ao contrário, torço por eles mais com os secundário, e de antemão, já tô com pena daquele atendente fofo do hotel que sempre ajuda e protege a Ah Mo Ne, tão lindinho ele! E no caso do Jae Wan, acho que a atendente feminina que ele contratou tão linda e que os olhares que ela lança pra ele só pode significar amor ❤

O drama, apesar de toda a questão perigosa, tem um lado cômico muito divertido, composto pelos funcionários do hotel, sempre rio muito com eles!

Enfim, por enquanto estou gostando muito do drama, principalmente do mistério e já quero logo saber quem de fato é o verdadeiro vilão do hotel! 


Outra coisa que eu estou acompanhando desesperadamente é Roommate da SBS, por quer não adianta você acompanhar só os dramas coreanos, é um caminho sem voltar, e depois dos programas de variedade, temos os Reality Shows, e pra mim esse é o melhor no momento!

São 11 celebridades reunidas em uma mesma casa para dividirem experiências e fazerem novas amizades. Mas calma, não é uma casa dos artistas versão coreana, eles moram lá, mas suas atividades externas continuam a mesma, então eles trabalham, saem, mas sempre voltam pra casa, portanto, nada de confinamento.

Vamos aos participantes:

na foto acima, da esquerda para a direita:

1- Park Min Woo, é ator, mas não assistir nem um drama dele (ainda!), é lindo, e tem umas covinhas, que ahhhhhh, suspiros. No começo achei ele meio sem sal, mas já na altura do 4º episódio já considero pakas, isso por quer ele tá sendo tão fofo com a lutadora, ganhou meu respeito, fora que ao contrário de um outro ai, ele não parece desesperado por aparecer ou fazer um papel dentro da casa. Gostei!

2- Nana, integrante do grupo After School e do subgrupo Orange Caramel. Sendo sincera, achei ela uó no primeiro episódio, chata, convencida e boba, e sendo lindona daquele jeito, só piorou minha opinião sobre ela. Masssssssssssss, me surpreendeu, principalmente quando em um momento em que abriu o coração, ela chorou, fiquei com pena, e também simpatizei mas,quem disse que a vida é fácil? E, por incrível que pareça, já até estou curtindo as músicas do grupo dela :D, olha como são as coisas?

 

 

3- Cha Yeol, integrante do EXO, meudeussssssssss que vontade de apertar ele. Esse menino é tão fofo, tão gentil, tem aquela vozinha tão meiga, mas grave e um jeito tão respeitoso de ser, que é de apertar o coração, certeza que se eu acabar curtindo o EXO vai ser por causa dele! Uma pena que ele aparece pouco, pelo menos no começo, por causa dos compromissos dele com o grupo, mas ainda sim, com cada aparição eu derramo ternura sobre o notebook, ele junto com o companheiro de quarto, o “mama shin” são fofos, parecem pai e filho um cuidado do outro!

4- Lee SoRa, ex-modelo e empresária. Ela chegou com uma pose de “supermodelo”, assim que se auto denominava. Isso me dava nos nervos, não gostei dela nos primeiros episódios e parecia que também ela não encaixava ali. Por ser uma mulher mais velha e que já morava sozinha há muito tempo, parecia que seria difícil a adaptação com pessoas tão novas, e tão bagunceiras. Mas também mudei de opinião, eu vendo ela ser tão fraterna e tão experiente com relação às meninas da casa que ela, de fato, parece ser uma mãezona. Os conselhos que dá, ou quando as garotas se abrem com ela, ela parece tão acessível e tão compreensível, como se já tivesse passado por tudo aquilo e soubesse a pressão que é ser uma celebridade. Agora virei fã, e torço para um romancesinho com o “mama shin”!

5- Seo Kang Joon, ator novato. Não gosto dele. Mesmo quatro episódios depois do início esse menino ainda não me desceu! E olha que tinha tudo para ser diferente, 1º  por quer ele faz Cunning Single Lady, em um papel bem fofo, 2º por quer ele parecia tão pobre junto com os colegas de agência que me deu muita pena vendo que nem cama eles tinham!, além de desmitificar o glamour da profissão na coreia, eh, não tá fácil pra ninguém. Mas no show em si parece que ele tá desesperado para ser o queridinho, o cobiçado, o mais fofo, sei lá, quando ele fica se aproveitando da atriz mais velha que gosta dele, ou quando ele tenta dá início a um broomance com o Park Min Woon, tudo soa tão falso. Não gostei :p

6-Hong Soo Hyun, também atriz, e tinha certeza que eu já havia visto algum drama com ela, mas só pesquisando pra lembrar mesmo. Ela já fez, que eu assistir, Lie to Me e participou de um MV com Kim Hyun Joong invejaaaaaaaaaaaa,  . Assim como o rapaz acima, eu também acho que ela soa meio falsa, não tanto quanto o menino, mais ainda sim, principalmente no envolvimento com os meninos, dando preferência a um deles de cara, achei muito cedo para um primeiro episódio. Mas também ela mostrou um outro lado ao conversa com as meninas. Quando ela chorou falando do momento da oração que fazia não pude deixar de me emocionar também.

7- Shin Sung Woo, ex cantor e atual ator de musicais. O “mama shin” tá virando um dos meus preferidos, isso por quer ele não é convencido, não gosta de se amostrar sem necessidade e é extremamente fofo com os demais integrantes da casa e isso é tão curioso para um homem já nos seus quarenta anos! Por quer ele não é forçado, é tão natural o jeito que faz a comida, ou que pergunta se alguém já se alimentou ou vai se alimentar,  jeito que cuida do Cha Yeol, tudo me conquistou. Ele parece ser apenas um pouco solitário, o que me faz torce para que haja um envolvimento com a “supermodelo”, que é compatível com ele em idade, mas não em estilo, por que ele parece ser um homem, com H, anda com aquele calvanhaque, aquela moto… por tudo isso acho ele atraente …hihihi…Mas até agora nada demais entre os dois, mas esperança é a última que morre!

8- Song Ga Yeon, lutadora profissional. Olha como esse programa é diferente! Uma lutadora, não temos só as lindinhas do kpop não, mas eis aqui um mulher de ferro, literalmente! Nos primeiros eps. fiquei com pena dela, parecia tão deslocada, sempre com seu celular e tão diferente das outras meninas. Até fiquei chateada por que achei que as demais não davam atenção pra ela, sempre paparicando a Bom e a Nana, aff… mas eis que surge o meu lindãooooooooooooo Lee Dong Wook e que sempre procura inserir ela na conversa, brincar com ela, perguntar sobre, e não é interesse amoroso não, dá pra ver que é algo tipo irmão mais velho (tão fofo meu amor :3 ). Com a iniciativa dele outro fizeram o mesmo, o mama shin, a supermodelo, o das covinhas, e ela mesmo já está se soltando mais. Espero mais dela na casa, fighting Ga Yeon!

9- Jo Se Ho, Mc e comediante. As vezes ele é um pé no saco, as vezes ele é engraçado, acho que esse é o papel dele na casa. O curioso é a edição do programa que sempre o compara, indiretamente, com os outros moradores, principalmente com seu colega de quarto Lee Dong Wook, injustiça né?! Por fim, até que ele é fofinho, me da pena que ele nunca é considerado pelas meninas, kkkkkk. Outra coisa que percebi é que por traz do palhaço da casa há um homem muito inteligente! Fala inglês, é bom em matemática, história e toca piano super bem! 

10- Bom, integrante do 2ne1.  Apesar de gostar de algumas, pouquíssimas, músicas do grupo, eu não ia com a cara, muito esquisita por sinal, da Bom, mas, mais uma vez, mudei de ideia. Essa guria é ótima! kkkkkk, além de ser naturalmente engraçada ela é muito fofinha com as esquisitices dela. Também achei ela tão sossegada com a história de morar com os outros, mas parece que ela caiu de amores por um dos rapazes, tudo aponta que é o Wook (sempre ele), que também é um fofo com ela, espera ela altas horas para receber, isso de madrugada! e mais coisa, como não se apaixonar? Mas parece que ela tá sofrendo por isso :(, ao contrário da atriz e o ator de Cunning Single Lady não parece que ela tá forçando criar “o casal” da casa, parece mais uma menina apaixonada mesmo. Quem via a Bom, como eu, não imaginava esse lado dela.

11- Lee Dong Wook- preciso mesmo comentar? ok, ok, ELE É O MÁXIMO. Sério, quando comecei a assistir nem fazia ideia que ele estaria no programa, mas quando eu o vi, foi tipo:

E ele é um fofo, se eu já gostava dele antes, agora então vendo um pouco da sua intimidade…. Como já falei, ele ajuda as pessoas na casa, é gentil com as meninas, se integra com todos e sem falar que é super humilde, não se exibe atoa e nem é convencido! O engraçado é que ele ainda mora com os pais, e a mãe dele não queria deixar ele sair de casa, mas só deixou quando soube que na casa teria mulheres e que assim ele poderia casar kkkkkkkk sqn ¬¬, ele tem a mim, minha senhora . Fora isso é super delicado com os companheiros da casa, Se Ho queria fazer algo engraçado com ele e insistiu pra que fizessem o vídeo de Loves open the door de Frozen, ele não queria, mas fez, mesmo desconfortável com isso. Acabou que ficou muito bom e todos na casa aprovaram! Também teve a vez em que confessou o medo que sentia sempre que fazia um novo drama, de se ele saberia mesmo fazer, se as pessoas iam gostar, algo como será que eu sou apenas um rostinho bonito? (não, não é Wook, garanto isso) Ou seja, mesmo um ator veterano como ele, ainda tem seus momentos de incertezas, gente como a gente.Enfim, virei mais fã ainda desse moço ❤

Assim, esse programa é bem diferente, e o que eu mais gosto é desse lado, não tão glamouroso, cheio de pressão, incertezas que mostra pra gente. Fiquei impressionada com o lugar que os mais novos viviam, com a tristeza das meninas, como ainda viviam com os pais, etc.

Esse programa ainda vai render muito, mal posso esperar pelo próximo episódio!

 

 

 

Her Lovely Heels (2014)

10 Bons motivos para assistir Her Loves Heels

 

1-

Hong Joong Hyun

 

2-

 

3-

4-

5-

 

6-

7-

8-

 

 

9-

 

 

10- O final é extremamente fofo!

Brincadeiras a parte, o drama é pequenininho, foram 10 episódios de 13 minutos cada, passou e eu nem percebi. Foi transmitido em fevereiro pela KBS Plus,Esse ator é lindo demais,  ele tá Dating Agency Cyrano, que eu já comentei aqui  e também em Wild Romance.

 

Baseado em uma webcomic, conta a história de uma garota que, no passado, foi machucada pelo namorado, e desde então não conseguiu gostar ninguém, até encontrar o gerente assistente Oh, um homem bonito lindo de morrer  que por sua vez não acredita no amor, mas ainda sim, ele decide namorar com ela, só que a insegurança dela e a frieza dele atrapalham o romance.

É bastante clichê, e bem leve. No começo não gostei muito, principalmente por ela, muito chorona. Mas para o final temos cenas fofas e bem românticas. Vale a  pena.

 

Bônus:

esse sorriso ~~suspiros~~

 

Emergency Couple (2014)

 

UM DRAMA COMPLETO, sério!

Emergency Couple é um drama ótimo, completo, engraçado, romântico, com um ótimo roteiro. Foi ao ar em janeiro deste ano e por 21 episódios me fez vibrar com tanta fofura e conta  a história de OH Jin Hee e Oh Chang Min que casaram-se contrariando a família dele, uma respeitável família de médicos, ele, vivido por Choi Jin Hyuk, abandona a escola de medicina para casar com Jin Hee, que é  a atriz e faz parte do elenco do Running Man, Song Ji Hyo, que é nutricionista. O casamento não dá certo, depois de muita briga, e com um ano de casados eles se separam. No entanto, seis anos depois voltam a se encontram na emergência de um hospital, ambos como estagiários, e então tudo pega fogo!

Para explicar o quanto esse drama é bom dividir em 3 partes!

1- A HISTÓRIA

Não lembro o que me motivou a assistir o drama. Não tinha nenhum ator conhecido e particularmente não sou a maior fã da TVn (canal a cabo que transmitiu o dorama), sempre achei suas histórias superficiais, apenas engraçadinhas. Mas então comecei a ver despretensiosamente e então, pam! me apageui de coração.

Isso por quer temos aqui o famoso casal gato e rato, se amam e se odeiam, e eu adooooro ver isso em cena. As cenas do casal principal são o máximo e principalmente no início era muito comédia, já que eles já eram casados temos muita interação. No entanto, E.C. vai muito além de uma simples comédia romântica, a trama gira em torno de como se viver divorciado, e como eles desenvolveram isso foi lindo, pois mostraram que casamento não é nunca vai ser fácil, mas qual relação humana é? Acho que o roteiro foi claro que ambos foram errados em se casar e também em se separar tão facilmente, e trouxe consequências, deixaram feridas, ficaram magoados um com o outro e também não conseguiram se envolver com mais ninguém.

 

Com um começo muito engraçado (as brigas dos dois eram ótimas), a história já se desenvolveu muito bem. No meio dela temos o reconhecimento de que ambos ainda gostam um do outro, e mais cenas onde o ambiente pega fogo com os dois, cenas de ciúmes, cenas de beijos, e de brigas todas lindas, e que claro me levaram a loucura, que só os dramas coreanos sabem me fazer ficar.

E o resultado é que me apaixonei muito mais, por quer um tema tão banalizado quanto o casamento e o divórcio se tornaram tão tocantes nesse drama. Pra mim foi uma surpresa ver a maneira pela qual foi tratada e alusão ao contexto do drama ( a emergência de um hospital) foi muito bem retratada aprendam irmãs Hong! sobretudo no final

Uma vida perfeita não existe

acidentes inesperados acontecem na vida

e cometemos erros irreversíveis também

mas cada vez que caímos e nos machucamos na vida

nós definitivamente nos encontramos mudando no meio deles

percebemos dores de outras pessoas

ou percebemos a nós mesmos

Não seria como o início de um amor?

…mesmo se mantivemos cometendo erros e falhando

vamos continuar crescendo e desafiando a nós mesmos

(episódio 21)

A história foi bem linear e eu gosto da dinâmica que os pacientes acrescentavam ao enredo. A cada novo acidente, doente, cirurgias e o ambiente hospitalar parecia que o drama crescia. Os amigos se tornavam mais amigos, os estagiários ganhavam mais experiências e tínhamos sempre novas histórias, o que não deixava a trama ficar paradona no drama do casal principal.

A família de ambos os prota me tiraram do sério, no bom sentido. Atrapalharam e ajudaram o casal na medida certa. E só um adendo, os coreanos (pelo menos os roteiristas) tem algo contra as sogras? Por quer olha, é uma mais terrível que outra.

2- O ELENCO

Podia ser melhor? também perfeitosssssss

O casal de emergência, Song Ji Hyo e Choi Jin Hyuk

Song Ji Hyo , como Oh Jin Hee me fez rir, me divertir e de tudo o mais um pouco! Oh Jin Hee é aquele típica mulher de kdrama, meia atrapalhada, fofa, tenta vencer na vida, as vezes se dá muito mal, e é disputada por dois homens lindos:

Duvida cruellllllllllll

Eu nunca havia assistido um drama com ela, só a conhecia como a Ace do maravilhoso Running Man, também sabia que ela havia feito Goong, mas também nunca tinha assistido. Mas qual não foi a minha surpresa ver que ela era a mesma atriz do polêmico e chocante frozen flower? Gente, foi um choque demais, por quer esse filme é beeeeeeeeeem desinibido, então medo de certas cenas ela concerteza não teria…

E foi assim, protagonizou beijos lindos e cenas românticas idem, sem apelar como sempre (aprendam atriz brasileiras!), tudo muito natural e a personagem se tornou assim, alguém cativante, muito fofa, e que passou uma baita lição de vida ao superar a separação (e que eu já aprendi, as mulheres na Coreia são ainda muito discriminadas :(), e também mostrou uma excelente profissional, tudo pra vencer na vida e pra mostrar para o ex, para a família dele, e para o mundo, que sim, ela podia vencer também, isso que é protagonista!

Oh Jin Hee sendo provocante em uma cena que me fez rir litros kkkkk

 

Agora, apesar de Choi Jin Hyuk ser o co-protagonista, acho que o diretor ou o camêra, ou produtor, sei lá, tinham um amor especial por ele, por quer olha… vou te contar:

 

 

 

 

 

 

Era um close mais perfeito que o outro! COMO PODE ISSO MEUDEUS! Lindo, todo lindo, em todas as cenas, em todos os momentos, dormindo, de médico, brigando, comendo… esse ator era só lindeza. Perecia que o drama foi feito só para exaltar as qualidades desse homem!

esse maxilar…ok, eu tenho uma queda por maxilares….suspiros…

 

Ok, deixando o aspecto gostosura  beleza, me concentro agora no aspecto atuação, que também, não deixou nada devendo. Oh Cahng Min até tentou se mostrar como superado em relação ao casamento fracassado, mas não, ela ainda amava a ex-esposa e as cenas de ciúmes que protagonizava eram as melhores adoro cenas de ciúmes :3

Com ele também estou acompanhando The Heirs, com meu lindo Lee Min Ho, no qual ele faz o irmão dele, e acho incrível o quanto um personagem muda de um para o outro, sem comparações, é sensacional a mudança, isso só faz me mostrar o quanto ele é talentoso.

Coreia do Sul, por favor, exportem esse homem!

 

 

Lee Pil Mo

O forever alone, o rival, o friendzone e tantos outros sinônimos para o cara que completa o triangulo amoroso do drama

Ele era o médico malvadão e super rigoroso com os estagiários do hospital. Me encantei com esse homem <3, e até a metade do drama que torcia, mesmo que sabendo ser em vão, por ele e pela Oh Jin Hee, isso por quer adoro quando um valentão tem o coração derretido pelo amor ❤ ❤ ❤ e é mais ou menos isso que acontece, por quer aos poucos ele vai se apaixonando por ela, mesmo sendo atrapalhada e tal. E mais, ele fazia cada carinha de triste, de solitário, que não tem como ficar brava com um chefe desses.

Olhar de: por quer ninguém me ama? 

Olhar de: “”Estou carente, me adote, por favor”

Olha de: “eu sou um médico muito bravo”

 

 

 

 

 

 

 

Assim o médico (que eu não entendi o que exatamente aconteceu no passado dele) me conquistou. Só fico no limiar de não ir com a cara dele por me lembra um conhecido que eu simplesmente detesto, muito arrogante, mas é só isso mesmo, o ator por outro lado é um fofo ❤

 

 

 

 

Park Joon Geun, Clara e Choi Yeo Jin

É a sogra dos infernos. Mais uma vez.

Já  a vi em Secret Garden, Okjakgyo Brothers e The Heirs e sempre com o mesmo papel: a mãe insuportável! Não é uma reclamação, ao contrario, todas as vezes ela me convence de que toda sogra é chata, e como ela, é pior do que um inimigo! Em E.C. ela até que melhorou no final, ficou boazinha. Ainda sim, essa atriz sempre arrasa. Apesar de achar ela um tanto esquisita, a cara parece sempre emplastificada, sei lá…e também com esses lenços no pescoço, parece que quer esconder algo :/, estranho. 

 

Eu já a tinha visto em Take Care of Us, Capitain, mas atuação dela foi tão apagada que nem me toquei quando a vi em E.C. Mas oque mais me tocou, foi o quanto ela é linda! E é mesmo, rosto, corpo, cabelo, e ela fazia uma estagiária assim mesmo, super bonita. No começo ela até que tentou ficar com o prpta, mas gostei que ele nunca vacilou no amor com a ex-esposa. O final dela foi bonitinho também, enfim, gostei!

 

 

 

 

 

 

 

 

Outra atriz linda! Foi o primeiro drama com ela, e me encantei com a personagem, uma fofa, porém fiquei com peninha por quer o Dr. diabo não reatou com ela. jurava que os dois iam ficar juntos no final, mas aquela última cena deles foi muito aberta, não gostei!

 

 

 

 

 

 

 

O QUE ROUBAVA AS CENAS

O bebê

Alguém pode me explicar que coisa linda é essa? Gente, essa fofura de cabelo arrepiado foi a coisa mais fofa vista em cena! lindo de morrer, toda vez que ele aparecia minha vontade era a de aperta a tela do computador, tão lindo ele é.

 

Ahhh, esses dois juntos então… é de cair para traz!

 

3 – O DRAMA

Quando eu falo em drama, falo de tudo que tornou esse drama tão bom, desde o roteiro, a sensibilidade da história, o elenco… nada foi exagerado, tudo se completou direitinho

 

A química do casal foi linda e bem usada. Como eles já tinham sido casados, eles souberam utilizar isso para criar aquele clima de romance já no ar. Perfeito.

Assim, é que concluo essa resenha deixando Emergency Couple bem no coração como aqueles dramas que mostram o que a cultura televisiva dos kdramas tem de melhor!

Nota: 10! sem dúvida

Dating Agency Cyrano (2013)

Você pode fazer com que alguém se apaixone por você?

Ou os sentimentos não podem ser manipulados?

Na Coreia do Sul, e em boa parte dos países asiáticos, os relacionamentos não são tão fáceis de se começar, coisas como agencias de relacionamento e os famosos encontros às escuras que tanto vemos nos dramas que para nós são coisas esquisitas para se pensar lá é diferente. Isso por quer o casamento é encarando como um negócio (não no sentido econômico, ou não apenas nisso) onde se busca o equilíbrio com o sexo oposto de tudo o que você precisa e o que você pode dá em troca (isso também é comum no ocidente, porém eles deixam isso bem mais claro). Dito isso, existem as famosas agencias de relacionamento que cadastram pessoas, seus clientes, e com base em seus gostos, seus status e sua renda, buscam possíveis candidatos ou candidatas para um relacionamento mais sério. Parece simples e prático não é!?

No geral é isso que temos em Dating Agency Cyrano, drama exibido entre maio e julho de 2013 pela TvN (canal a cabo da Coreia) e que conta a história de uma agencia de namoro bem diferente, onde uma pessoa contrata os serviços do local para conquista a pessoa dos seus sonhos que geralmente nem sabem de sua existência, uma coisa ala Hitch – o conselheiro amoroso. O dono da agencia e a principal mente por traz dos planos mirabolantes é Seo Byung-Hoon, que na verdade tem um passado super complicado e que só usa a agencia para pagar as dívidas do teatro que herdou do falecido amigo, o teatro Cyrano. Em um desses planos, Byung Hoon é descoberto por Kong Min-Young, uma garota que até então trabalhava para uma agencia matrimonial, mas se desgostou do que fazia por que as pessoas só estavam interessadas na parte financeira dos relacionamentos. Ela acaba decidindo trabalhar na Cyrano, e se apaixona por Byung Hoon, mas é alvo de outra paixão, a do Cha Seung-Pyo, mais conhecido por Mestre, um misterioso cozinheiro vizinho ao teatro Cyrano que sempre está de olho nas atividades da agencia e principalmente em Byung Hoon.

Quem é quem nesse drama

Seo Byung Hoon, a grande mente da Agencia Cyrano, é vivido pelo ator Lee Jong Hyuk e foi ele quem me fez ir até esse drama, já o tinha visto em A Gentleman’s Dignity, e gostei tanto dele que fui atrás de seus outros trabalhos e acabei me deparando com esse, que é o seu mais recente. Admito, acho que ele um belo Ajusshi além de um ótimo ator para comedias, e não me arrependi, bem diferente do outro drama, aqui ele é super inteligente, e bem competente no quesito conquistar o parceiro que o seu cliente quer. Mas devido ao seu passado complicado, acaba se envolvendo em várias confusões, uma delas quase arrisca a vida de Min Young, por quem descobre apaixonado, mas a rejeita boa parte da trama, por quer não se acha digno de amar uma mulher de novo.

ah tao fofa! Nunca tinha visto um drama com ela, mas não me arrependo por quer SooYong  é  pura simpatia e charme no drama ( e parece que na vida real também).  Ela é integrante do Girls Generation. Fui ver o drama já prevenida no quesito romance quanto a ela e a estrela masculina, não por que eles sejam ruins, não, apenas é por quer a diferença de idade entre eles é alta ( 16 anos) e ele também já é casado e tem uma filhinha (super fofa) o que provavelmente impediria de sair cenas com beijocas decentes nesse drama. Mas olha a surpresa, não, não teve beijos a nível do coca-cola kiss como em Lie to Me ou Personal Teste, mas foi bem lindinho e fofo (gostei!). Outra coisa que adorei nela foi o figurino, todos lindos! O drama foi gravado no verão então muitas sainhas, shortinhos e vestidos curtos eram vistos (muito do que, a Sooyong é conhecida por ter belas pernas, isso foi bem explorado>>>>>padrão coreano/kpop de beleza). O que é tão legal de ver. Eu não sou magrinha (muuuuuuuuuuito longe disso), mas garotas como ela, magras mesmo, ou as famosas Olivia Palito, escondem o corpo, se vestem com roupas que não valorizam seu formato. Min Yong arrasa nesse quesito, selecionei os modelos mais fofos que eu gostei (e que vou tentar comprar/mandar fazer/me arranjar para vestir também!

 

imagens retiradas do ótimo  style.soshified.com onde tem praticamente todo o guarda-roupa das Girls Generation mais a origem de cada pe$$a.

Cha Seung Pyo, ou mestre, é o ator que eu falei já aqui. Lindo e ótimo ator. Fez um cara super misterioso, e que passei boa parte do drama imaginado que fosse o vilão. Sinceramente, acho que foi quem mais se destacou, mesmo tendo um papel secundário e não desmerecendo Jong Hyuk, mas ele faz com que a gente fique com aquela pulga atrás da orelha sobre sua verdadeira identidade, faz com que a gente se apaixone por ele (ahhh aquelas aulas de culinária~~suspiros) e também a gente ficar com peninha dele no final. Por que eu torci por ele, mesmo, mesmo, achei que a química foi bem maior entre ele e a Min Young os momentos de romance, e o fato dele ter se apaixonado por ela primeiro, sempre ajudar ela quando precisa, além de aguentar saber que a garota que gosta esta afim de outro, e logo do cara que acha que ajudou a matar o irmão dele. E é por isso que o Mestre fica sempre na cola do Byung Hoon, a procura de uma oportunidade de vingar o irmão. Mas de qualquer forma, eu estou aqui disposta a consola esse lindo!

 Moo Jin, vivido pelo ator Hong Jong Hyeon. Foi uma surpresa ver esse ator nesse drama. Eu já o conhecia no ótimo Wild Romance, no qual ele fez uma breve participação e já achei ele lindo. Agora, ele vive um especialista em computação e trabalha na Cyrano. Sempre caladão, foi um personagem misterioso, sempre frio e na dele, pouco vimos emoções, até que ele conhece a lindinha Hye Ri, garçonete no restaurante do mestre, que faz com que ele mostre um pouco mais de sentimentos e se abra para o amor. As cenas dos dois juntos eram sempre fofas, mas acredito que o papel do Moo Jin não colaborou muito, achei superficial o personagem, exceto quando ele fez as cenas com a vovó dele e com a namorada, mas como já tinha visto Wild Romance, sei que ele tem muito potencial, só foi mal aproveitado pelo drama. Uma pena.

A-Rang é Yoon Woo, um garoto cut que também trabalha e ajuda na Agencia Cyrano, mas que na verdade quer ser um ator, e faz varios bicos para se manter. Em um dos episódios, eles tem que armar para que um dos amigos da escola dele, um idol em ascensão, conquiste o coração de uma garota também da escola deles, o problema é que a dita garota é apaixonada logo por quem? pelo Yoon Woo. Super triste por quer ele abdica da garota pra ajudar um amigo, essa parte ele fez super bem! Adorei ele.

Esses são os personagens principais, mas uma das coisas que tornam Dating Agency Cyrano legal é o fato que há a narrativa linear do drama, mas nela há varias historias curtinhas dos casos da agencia para resolver, além de garantir boas risadas vemos várias participações especiais como a pontinha que Goong Yoo faz, ou ver o padeiro fofo e tímido que o Lee Kwang Soo (o hilário girafa do Running Man) interpreta, ou ainda o idol em ascensão, o colegial que o  Tae Min (integrante da boyband Shinee) vive. Além de vários outros atores queridos pra mim, o que deu um toque de bônus pra quem viu Dating Agency.

Enfim, é um drama leve, divertido (mas que teve seus momentos de tensão no final, e aplausos para o ator que fez o maníaco que sequestrou a Min Young, olha, ele me fez ter realmente medo, o cara é bom!) e cheio de romance. De ruim, só tenho a reclamar de algumas pontas da história que ficaram soltas, como o fato do Mestre, ele é o que afinal? um mafioso? um bandido mesmo? Não deu pra entender pra quem ele trabalhava e elese não se deram o dever de explicar isso pra gente, e também a Min Yong não ficar com ele no final, já comentei antes.

De resto, achei o drama bem simples e leve, demorei do meio para o fim em assistir por quer sugiram alguns outros dramas mais movimentados e ele foi lentamente ficando por escanteio, mas vale a pena conferi, gostei de termina-lo.

Notinha: já tinha lido que a história é baseada em uma webtoon, e tem um filme de 2010, Cyrano Agency, com a Park Shin Hye que eu ainda vou assistir. O drama eu baixei pelo siwon fansub.

Conclusão: A deixa do dorama é bem clara- no coração não se manda. …Será?

Nota: 8, regularmente regular.

Heartstrings (2011)

Doce, doce, doce.

É a palavra que pode definir esse drama de 2011, exibido pela MBC e com Park Shin Hye e Jung Yong Hwa no elenco.

O drama conta a história de Lee Kyo Won, uma garota que estuda música tradicional coreana e mora com um avó que além de ser um grande nome da música clássica do país é muito severo com a neta e não deixa que nada a desvie dos estudos. Na mesma escola Kyo Won, existe um outro seguimento de música muito mais badalado, música moderna, seus principais alunos são os componentes da banda ‘Stupid’, cujo vocalista, Lee Shin, é o disputadíssimo, porém distante e frio líder.

Então, já viu né?! rola um conflito de personalidades entre esses dois, o que consequentemente vai dá em amor. Mas até lá, muita briga e muita música rola em Heartstring.

É um drama bem simples, ao extremo até. Tem todos os clichês possíveis e a história é bem previsível, mas é justamente isso que torna esse drama tão charmoso de assistir.

Park Shin Hye

Tá super linda nesse drama. Foi meu segundo drama com ela,  e apesar da minha birrinha com a atriz (não caiu de amores por ela), foi a atuação que eu mais gostei! Adorei o cabelo e o figurino, tanto que dá até vontade de imitar!

 

Jung Yong Hwa

O outro drama que eu assistir dele foi You’re Beautiful Future Choice, Hearststring se encontra bem no meio das duas outras e continuo vendo o quão mal ator ele é! Sério, eu fico pensando o que levam esses produtores a escolherem tão mal assim. Na minha lista de idols kpop que atuam, só não perde da Jessica, Girls Generation, então vocês podem ver o quão ruim ele é. Mas isso não afeta o drama de maneira geral por quer ele também é bem fácil. O papel não exige muito, ele faz aquele típico garoto que não se interessa muito pelo meio em que vive. Apesar disso, ele é muito popular e faz as garotas caírem de amor por ele. No começo, ele tem uma paixonite por uma mulher mais velha, professora de dança da escola de artes, mas o relacionamento não anda.

Além desses dois, o drama contém personagens bem legais. O avô da Kyo Won é um desses, vivia atrapalhando os relacionamentos da garota e isso rendia boas risadas, tinha tudo para ser o vilão da história, mas acho que os produtores mudaram de ideia na última hora e ele acabou se transformando em personagem fofo.

Outra participação maravilinda foi a do Kang Min Hyuk, baterista da Banda CN Blue e que também fez o papel de baterista na banda ‘stupid’. Apesar de ser um papel secundário, na minha opinião, roubou a maioria das cenas de tão fofo que era!

Também tinha o diretor de musical que a principio eu achei que iria disputar romance com a Kyo Won, pena que não teve proseguimento, achei bem melhor esses dois juntos do que ela com Yong Hwa.

Ademais, teve as amigas fofas da protagonista, teve a chatinha que atrapalhar o casal principal. Teve uma histórinha paralela sobre superação, medo do palco etc.

Enfim, é um drama fácil de ser entendido e tá mais para malhação do que qualquer outra coisa (em nível bem mais alto, claro, estamos falando de Coreia :P). E uma das minhas principais motivações para assisti-lo foi que eu queria ver Park Shin Hye com Yong Hwa em drama juntos, pois desde You´re beautiful que eu torcia por eles, a principio resistir muito (pelas sinopses que eu lia por ai eu pensava que era um drama musical, e eu geralmente não gosto de dramas musicais), mas no final acabei gostando mais do que esperava, o romance dos dois era recheado de cenas lindíssimas, frases fofas, beijinhos de olhos abertos, carregamento nas costas, na garupa da bicicleta e outras coisas que me fizeram vomitar arco-iris ao assistir!

Conclusão: Mais doce que mamão com açúcar!

Nota: 8, uma nota regular.

Observação: Uma coisa que esse drama deixou pra mim foi o fato dessa música me fazer conhecer e hoje, ser fã do CNBlue!